fbpx

Do Galpao ao Oasis

O departamento de arquitetura da 4BIM desenvolveu um projeto envolvendo uma nova utilidade para um galpão atualmente voltado para a fabricação de móveis num setor industrial na zona norte de Goiânia.

O desafio então foi transformar o antigo galpão em uma loja vitrine para produtos de mobiliário e composição de ambientes, tais como sofás com tecidos diversos, mesas de jantar de madeira e vidro, puffs, cômodas e outra miríade de elementos para decoração residencial e comercial. Os proprietários aspiram que a loja atraia pessoas que passam pela região para comprar móveis, casais mobiliando suas novas casas, empresários decorando seus escritórios e toda sorte de perfis que procuram aquisição de mobiliário.

Imagem do projeto galpão ao oasis da 4bim.

“O partido do projeto foi criar um oásis, um descanso pra visão no meio de tantas fachadas mudas, ao apresentar uma frente recuada”

O desafio do projeto: como se destacar como loja, num local cercado apenas por galpões de indústrias moveleiras? O partido do projeto foi criar um oásis, um descanso pra visão no meio de tantas fachadas mudas, ao apresentar uma frente recuada, com um senso plástico refinado e com um paisagismo pensado de forma a trazer atenção para a disparidade da construção frente à uniformidade do entorno. Um ponto inovador do projeto foi criar uma vitrine escalonada, diferente das ortogonais vistas tão comumente em lojas. Amparando sua base há uma laje elevada alguns centímetros, permitindo que móveis sejam dispostos criando um micro ambiente de frente à rua. As vagas de carro foram um dos desafios do projeto, pois rivalizavam com a área destinada ao índice paisagístico, concorrida para gerar a porcentagem necessária para a aprovação do projeto de acordo com o uso do solo para a região. A solução foi tornar parte da vaga como área permeável, ao colocar piso concregrama apenas na linha destinada aos pneus que estacionam, deixando o resto reservado para a infiltração da precipitação pluvial.

Foi criada uma identidade visual para representar a empresa. As cores amarela, grafite e madeira foram escolhidas retratando a personalidade da Vitória Design. Tais cores foram impressas na escolha de materiais, pintura e texturas presentes no projeto. Na fachada, a presença de faixas de madeira aplicadas de forma vertical, além de um totem contrastam com uma bandeirola e uma marquise horizontais, fazendo um equilíbrio entre linhas de força que servem para harmonizar a regularidade de recursos geométricos opostos.

A abrasividade do concreto do caminho direcionado à porta de entrada serve para moderar o paisagismo presente dos dois lados, sinalizando o acesso de forma clara e direta. A porta grande de madeira, com dois puxadores de metal verticais, retos e modernos fazem sintonia com a já referida gama de elementos de identidade da empresa.

Levando-se em consideração que há uma diferença grande entre o projeto desenvolvido e o entorno do local, atrair a atenção das pessoas que procuram a região, já conhecida por atender a demanda de procura por móveis e decoração, é conseguida através do diferencial e contraste das lojas presentes no setor.